Carlos Castelo

Carlos Castelo

Está radicado em São Paulo desde 1961. É um dos idealizadores do grupo de humor musical Língua de Trapo, que acabou virando ícone da “vanguarda paulista”, nos anos 1980, junto a colegas do curso de jornalismo, num estilo que misturava rock, samba e humor. Usava então o pseudônimo Carlos Melo - além de batizar o grupo, escreveu grande parte das letras e criou esquetes. Suas primeiras crônicas apareceram na grande imprensa no início dos anos 1980, na coluna "Antena" do Caderno 2 de O Estado de S. Paulo. Colaborou ainda com Playboy, Jornal da Tarde, VIP, O Pasquim, O Planeta Diário, Caros Amigos, entre outros. Atualmente escreve a coluna semanal "Crônica por Quilo", no Estadão, e é colunista das revistas Rubem, Propaganda e Bravo!. Numa carreira como publicitário desde 1988, atuou em várias agências da capital paulista.

Exibir:
Organizar por:

Frases Desfeitas Mais de 1000 frases, aforismos e máximas para ler antes de morrer de rir - De Carlos Castelo

256 PáginasMáxima, sentença, adágio, apotegma. Esses termos meio vetustos servem para descrever um ..

R$42,30

Crônica por Quilo - De Carlos Castelo

172 PáginasRuy Castro costuma dizer que, quando quer rir e se irritar, lê uma máxima de Castelo. E ..

R$39,90